Tudo sobre e-commerce: Gestão Administrativa e Financeira

17/03/2016

Sem comentários

Para começar o seu e-commerce, você vai precisar de algumas coisas, dentre elas: sede física para escritório e estoque (se houver), equipe e plataforma. Essa equipe terá que trabalhar com toda a cadeia administrativa do negócio: infraestrutura, tecnologia, financeiro, marketing, estoque, logística, compras, vendas e atendimento. Saiba qual será a distribuição básica dos recursos que sua empresa irá precisar inicialmente:

10% para infraestrutura.

Um e-commerce precisa de qualquer forma um endereço físico, para fiscalização e alvarás. Essas informações de endereço, juntamente com CNPJ e razão social da loja deverão estar disponíveis na loja online e em local de fácil localização. Caso a sua empresa já possua uma loja física, você poderá utilizar o mesmo endereço! Agora, se seu e-commerce irá trabalhar com produtos de grande volume, já pense em uma sede de fácil acesso para transportadoras, para assim facilitar o despacho dos seus pedidos.

O processo de logística é parte do sucesso do seu negócio! Invista tempo neste processo e garanta a satisfação do seu cliente, já que no Brasil o maior problema está neste setor.

20% para tecnologia.

A tecnologia está diretamente relacionada ao seu negócio, pois aqui você irá definir qual plataforma irá contratar para a sua loja. Hoje no mercado estão disponíveis diversas plataformas próprias que são válidas para e-commerces de pequeno porte, pois disponibilizam poucos recursos para os administradores. Já plataformas livres normalmente são mais robustas e comportam o seu e-commerce desde o início até grandes volumes, um exemplo é a plataforma Magento, que é uma plataforma livre e a mais robusta do mercado, que possibilita diversas alterações e implementações de ferramentas personalizadas. Ela irá comportar tranquilamente e-commerces de grande porte.

Além da plataforma, aqui entra também a escolha de servidores para hospedagem, onde você pode escolher por planos compartilhados que são mais baratos porém mais lentos ou pode investir em servidores dedicados, que irão garantir um desempenho melhor. O valor pode ser mais alto para recursos nacionais, mas encontramos no mercado diversos serviços internacionais com valores bem acessíveis!

30% para capital de giro.

O capital de giro será responsável por manter o seu negócio saudável, pois com ele poderá manter as suas despesas fixas até a sua loja ter faturamento e também irá lhe ajudar na articulação de preços com fornecedores, visto que muitos disponibilizam bons descontos para pagamentos à vista.

20% para marketing.

A alma do negócio está aqui! Trabalhar com marketing em redes sociais irá ajudar a buscar leads e também a se relacionar com eles, pois este é o canal de relacionamento puro com seu cliente. O blog é importante para que possa gerar conteúdo informativo para o seu cliente amarrando os seus produtos.

Hoje no mercado temos diversas ferramentas que podem lhe ajudar a automatizar esse processo comunicativo com a sua empresa, tais como o RD Station que ajuda a encontrar novos leads, alimentar eles e então transformá-los em clientes. O trabalho é árduo inicialmente, mas depois a mágica acontece sozinha, vale a pena conhecer!

Faça uma gestão eficiente do seu marketing e invista nas mídias corretas (Facebook Ads, Instagram Ads, Google AdWords, Bing Ads) e garanta o sucesso das suas vendas!

20% para estoque inicial.

Seu estoque quando for necessário, deve ser investido em produtos de giro rápido! Não adianta estocar produtos que saem pouco, pois você terá um gasto de manutenção deste estoque. Firme boas parcerias com seus fornecedores e garanta que suas compras aconteçam quando as suas vendas forem efetivadas, assim você consegue pagar o seu fornecedor à vista e deixa-o feliz também 🙂

Um único funcionário conseguirá manter as pontas até quando tiver um volume de pedidos de 20 por dia, desde que você possua uma empresa especializada para trabalhar o seu marketing e que possua uma equipe contábil/ financeira que ofereça um serviço completo. Assim, caberá a este funcionário apenas atender os seus clientes, acompanhar e alimentar os processos de vendas e cuidar das entregas.

Um ciclo financeiro/ operacional de uma empresa ocorre em torno de 80 dias: esteja preparado para que nesse tempo você não tenha surpresas.

Os seus impostos serão os mesmos de uma loja física, porém fique atento as novas regras que surgem, como no caso da tributação do ICMS, que até o momento está suspensa, mas pode voltar pois está em trâmites judiciais.

Os direitos do consumidor também mantém-se os mesmos, com a inclusão de que nas compras online o cliente tem a opção de desistir da compra a qualquer momento dentro de 07 dias após a sua entrega do produto, cabendo ao logista as despesas de coleta do produto e encargos financeiros. Lembre-se de cuidar das particularidades das leis, para evitar fraudes como o chargeback.

Para ter o seu nome da internet basta contratar o seu endereço junto ao registro.br e hospedá-lo, a partir daí você pode começar todo o trabalho no mundo digital!

Gostou de tudo isso e quer fazer a sua loja online?! Entre em contato conosco 🙂 Somos uma agência especializada em desenvolvimento web e trabalharmos com e-commerces na plataforma Magento. Conheça mais sobre nós navegando aqui no nosso site ou entre em contato conosco!

QUERO-MINHA-LOJA

Faça um comentário