Tudo sobre e-commerce: Estoque e Logística

17/03/2016

Sem comentários

A saúde do seu negócio pode estar nas mãos do seu processo de logística. Imagine que a sua venda vai muito além de receber o pedido: o cuidado na hora de armazenar e entregar o seu produto irão fazer a diferença na experiência de compra do cliente!

Aliado ao prazo de entrega do produto está a estocagem dele ou não. Parceria com fornecedores para a produção de peças que são compradas após a venda e a parceria com transportadoras para atingir a região que você pretende atacar, lembrando que o que fará você ter diferencial sob os seus concorrentes é atender regiões remotas, valores de fretes atrativos e entrega rápida! Mas, como conseguir tudo isso?

Você não precisa atender todas estas estratégias de uma única vez, por exemplo, você pode atender uma região remota com um frete mais alto e prazo longo, uma região próxima com um frete econômico e prazo de entrega um pouco maior, ou então um frete mais alto com entrega rápida, ou ainda um frete grátis para uma região próxima a sua empresa com um prazo um pouco maior, porque aliado a boas parcerias com transportadoras você consegue – e muito – reduzir valores de entrega para volumes maiores.

Para definir a sua estratégia de precificação de frete por completo você precisa definir as suas parcerias com transportadoras. Na hora de escolher com quais irá trabalhar, entenda se a precificação do frete acontece por porcentagem do valor da nota fiscal ou por cubagem do produto, pois isso irá interferir na hora de configurar a sua loja virtual para cálculo de fretes. Outra situação é verificar se a transportadora oferece calculo de frete por webservice ou não, pois se ela oferecer você não irá precisar alterar os valores de frete a cada reajuste, essa atualização irá acontecer automaticamente pelo sistema deles.

Definido as transportadoras e como será a estratégia de valores, pense no seu estoque! Ele pode ser local, self storage ou cross docking, entenda a diferença: 

tipos de estoque e logística

Sabendo qual será o seu espaço de armazenamento, prepare-se com o seu estoque! Mas, lembre-se que estoque parado é prejuízo, portanto estoque somente os produtos de giro rápido e que não demandem muito espaço caso você tenha um ambiente pequeno para armazenamento. Opte em ter fornecedores parceiros que irão lhe entregar os produtos em curto prazo, assim você pode comprar o produto somente após a venda, evitando custos extras de estoque e de que estes produtos fiquem parados.

Uma situação de se pensar com carinho é fazer uma parceria com os Correios para o envio de peças pequenas, pois o custo de envio é bem mais baixo que de transportadoras particulares e é atendido o Brasil todo. Converse com o gerente da agência dos Correios mais próxima e veja como ele pode te ajudar!

Independente de qual seja a forma de entrega dos produtos, por transportadora particular ou Correios, sempre realize testes de entrega, pois no Brasil o serviço ainda é muito precário e o maior prejuízo de todo o processo está aí, visto que se o cliente receber o produto avariado, o processo de entrega reverso será por conta da empresa e ainda terá um novo envio, o que em muitos casos pode acabar ultrapassando o valor da entrega do valor da venda.

Outro detalhe importante é que no Brasil o Código de Defesa do Consumidor dá ao cliente a opção de troca ou desistência da compra por até 7 dias após a entrega. Caso isso ocorra a coleta e retorno do produto para a empresa é por conta da loja e o valor da compra deve ser ressarcido por completo, inclusive o valor de entrega. Portanto, deixe todas as informações sobre o seu produto bem claras na hora da compra e cuide bem do seu processo de atendimento e logística.

Faça um comentário