Já ouviu falar em sequestro de dados? Entenda o que é e saiba como se prevenir.

07/03/2016

Sem comentários

O novo modelo de ataque cybernético que vem assustando pequenas empresas no Brasil vem crescendo absurdamente nos últimos anos e se engana quem pensa que o alvo é fraudar os seus clientes: o prejudicado dessa história toda é a sua empresa, pois eles estão em busca agora é da sua base de dados. Deixe-nos lhe apresentar o “Sequestro de Dados”.

O sequestro de dados online vem cada vez mais atingindo as pequenas empresas, só em 2015 12% dos ataques foram nessas empresas; já os prejuízos financeiros causados por estes crimes dobraram no último ano. Mas, porque um interesse tão grande nesse nicho? Segundo especialistas, as pequenas empresas não possuem grandes estruturas de segurança de dados e através delas os hackers conseguem portas de acessos para grandes empresas. Mas como os hackers agem nesses sequestros?

A invasão pode acontecer através de acesso de um link malicioso, logando em uma rede infectada, vulnerabilidade em servidores, entre outras diversas maneiras. Feito o acesso, os hackers utilizam o phishing para coletar os dados do usuário e assim ter acesso ao que precisam. Se engana quem pensa que estas ações são rápidas e oportunistas, na realidade estes ataques são lentos, planejados e silenciosos. Tendo acesso ao que tanto desejam, os hackers fazem bloqueio das informações para a empresa, onde a mesma perde toda sua base de dados, seja ela de clientes, financeiro, comercial ou até mesmo de comunicação. Com esse bloqueio realizado, os hackers passam a pedir “resgate” para que devolvam estes dados as empresas, o que pode causar muito transtorno, contratempo e prejuízos. Esses valores de resgate variam muito, mas podemos citar valores na casa dos U$ 4.000,00. Para se prevenir de ataques desses, são diversas as medidas que as empresas devem tomar! Confira algumas dicas:

  • Tenha um Firewall na sua rede.
  • Mantenha as atualizações dos computadores da sua empresa sempre em dia.
  • Treine seus colaboradores sobre o comportamento virtual que devem assumir a fim de evitar maiores danos.
  • Criptografe dados sigilosos.
  • Tenha um bom anti-vírus.
  • Mescle as informações por níveis de colaboradores para evitar que dados sigilosos cheguem a colaboradores que ainda estão em experiência.
  • Tenha um sistema de backups para mídias externas ou para nuvem eficiente.

Veja só qual investimento a sua empresa precisaria em média para estar com seu negócio blindado para ataques:

Vale lembrar que mais de 50% dos ataques a empresas são realizados pelos colaboradores ou ex-colaboradores, fornecedores, concorrentes e clientes. Para evitar que isso aconteça restrinja os acessos a informações financeiras, administrativas, de recursos humanos, cartela de clientes e compras, isso ajuda a evitar que suas informações caiam em mão erradas e circulem por aí.

Faça um comentário