O mercado de influência digital

05/01/2017

Sem comentários

O poder de moldar opiniões e engajar consumidores sempre foi restrito a grandes grupos de mídia, mas com o avanço da internet esse poder começou a ser compartilhado por uma nova geração de produtores de conteúdo. Primeiro, foi a vez das webcelebridades, agora é a vez dos influenciadores digitais. Um grupo de jovens munido apenas de celulares, notebooks e algum conhecimento de edição, esses jovens vêm transformando canais do YouTube e perfis em redes sociais em veículos de massa.
A confiança que as pessoas tem nesses influenciadores digitais é a receita do sucesso, ela faz com o que o usuário sinta que está conversando com alguém que conhece e, consequentemente, confia.
O mercado publicitário foi um dos primeiros a notar o potencial dessa nova industria. Segundo o BR Media Group, grupo especializado em marketing social, 65% das empresas do país já desenvolvem ações com influenciadores.
O mercado ainda está se moldando e tentando descobrir o valor desses influenciadores pois há uma diferença brutal nas expectativas, de um lado clientes que esperam pagar cachês de R$30 mil; do outro influenciadores que desejam receber cachês de R$300 mil por ação.

Que tal dar uma olhada nos valores e engajamento que essa nova onda de influenciadores digitais gera:

imagem

 

Faça um comentário